sexta-feira, 25 de abril de 2014

Leituras de Abril

O 25 de abril é uma das minhas datas favoritas. Significa a rotura com uma etapa escura do pais e o início do nosso Portugal actual. Além de isso foi mais um exemplo de como o povo português consegue coisas que mais ninguém consegue. Uma revolução sem sangue, sem tiros, com cravos é um facto inédito e do qual nos temos de orgulhar como portugueses e como pessoas.

Ouvi falar recentemente do livro de Ana Sofia Fonseca – As capitãs de Abril - editado pela esfera dos Livros e  fiquei com muita curiosidade de o ler. A autora recolheu o testemunho das mulheres, e companheiras de alguns dos militares de Abril e conta-nos uma história original da Revolução dos Cravos vivida no feminino.

Achei interessantíssima a história de Celeste Martins Caeiro, conhecida actualmente como a Celeste dos Cravos, que não era mulher de nenhum capitão de Abril, mas que foi a responsável pela presença dos cravos nesta revolução. Segundo descreve a autora, Celeste Caeiro trabalhava num snack-bar na rua Braancamp e no dia 25 de Abril o bar estaria cheio de cravos para dar às sua clientes como motivo do aniversário do bar. Devido à revolução, o bar não abriu nesse dia, e Celeste foi para casa com os cravos. Pelo caminho, um militar teria solicitado a Celeste um cigarro e como esta não tinha ofereceu-lhe um cravo que este prontamente colocou no canhão da sua espingarda. Assim nasceu o movimento dos cravos!




Quem tinha a impressão de que as mulheres não tinham tido um papel activo na revolução está enganado. Leiam o livro! Faz parte dos meus planos para este fim de semana!

 


"este livro dá voz à faceta menos conhecida do golpe. A revolução feita
pelos homens contada pelas mulheres, através das suas vivências, angústias
e sonhos. O retrato dos militares pelo seu olhar. em casa, entre quatro
paredes, os heróis de Abril, homens como os outros. O tempo escrevia-se
no masculino, as mulheres estavam remetidas ao espaço privado, afastadas
de muitos direitos e profissões."
Ana Sofia Fonseca
Livro Capitãs de Abril