segunda-feira, 4 de maio de 2015

Mindfulness: E que tal mudar o que precisa de ser mudado?

Há muito que queria abordar o tema do mindfulness neste blog. Penso que a técnica do aprender a viver o aqui e agora é uma ferramenta muito útil para quem está em tratamento de fertilidade. Mais do que ninguém o casal necessita controlar os seus pensamentos negativos e relaxar. Nesta etapa é importante viver um dia de cada vez.

Como não sou psicóloga pedi o apoio a uma colega e amiga para que nos desse algumas dicas sobre este tema! Fiquei curiosa e também quero pôr em prática!
Boa leitura!

"Há alturas em que o ritmo apressado da nossa vida, a exigência, as obrigações, as preocupações, o desejo de controlar tudo, nos envolvem numa espiral negativa que nos desgasta e nos deixa infelizes. Se isso lhe acontece, ou se já aconteceu, páre, permita-se respirar e ligue-se à experiência do momento…

Como é que podemos recuperar o controlo da nossa vida? Foi à procura de resposta para esta questão que me cruzei com o mindfulness ou se preferirem, a atenção plena. Depois de muitas leituras, conversas com especialistas no tema e treino individual, deixo-vos uma breve introdução que espero desperte a vossa curiosidade.

A atenção plena é um treino mental, ao praticá-la encontramos uma nova forma de estar, em que observamos sem crítica os nossos pensamentos e estados emocionais internos.

Muitos dos nossos problemas são solucionados através da lógica, da emoção, ou da criatividade. Outros, o melhor é simplesmente deixá-los sozinhos no momento. Consegue imaginar pôr a auto-crítica de parte e substitui-la pela compreensão e aceitação?

Ligue-se à experiência do aqui e agora através dos seus sentidos. Deixo-lhe um pequeno desafio: tire uns minutos para respirar, experiencie o mundo através dos seus sentidos, que tal a experiência do seu aqui e agora?

Se ficou com curiosidade, sugiro-lhe a leitura do Mindfulness atenção plena – o plano de oito semanas que libertou milhões de pessoas do stress e da ansiedade, Prof. Mark Williams e Dr. Danny Penman."

Filipa Santos
Psicóloga Clínica

#mindfulness, #infertilidade