segunda-feira, 20 de abril de 2015

Reportagem "Fronteiras da Hipocrisia"

Em Portugal apenas as mulheres heterossexuais que sejam casadas ou que vivam em união de fato há pelo menos 2 anos podem realizar tratamentos de Procriação Medicamente Assistida. Excluídas de engravidar com recurso aos tratamentos ficam todas as solteiras, divorciadas, viúvas ou casadas com outras mulheres.

Mas na prática não é o que está a acontecer. No nosso país vizinho a lei permite a realização de técnicas de Procriação Medicamente Assistida a todas as mulheres, de modo que, aquelas que tem possibilidade contornam a lei e vão a Vigo, Sevilha ou Madrid para engravidar.

Gostei muito de ver a reportagem que passou hoje na TVI sobre as "Fronteiras da Hipocrisia". Fiquei impressionada com um casal de mulheres que realizaram uma inseminação intra-uterina em Sevilha e com a sua coragem em divulga-lo nos meios de comunicação! Gostei também de ver o depoimento de uma mãe solteira que realizou um tramento in vitro em Vigo. Achei importante ouvi-la falar da filha, agora com 4 anos, e de que foi o melhor que lhe aconteceu na vida.

De facto os tempos agora são um pouco diferentes: antes as portuguesas atravessavam a fronteira para abortar… agora atravessam-na para engravidar!

Vale a pena ver a reportagem!
#mulhereshomossexuais, #gravidezhomossexuais