quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Empresas patrocinam a congelação de ovócitos

Foi publicada recentemente a notícia de que a Apple e o Facebook (empresas americanas sediadas em Sillicon Valley, Califórnia) iriam incluir nos seguros de saúde das suas funcionárias a opção de congelação de ovócitos. Segundo a NBC News estas duas empresas oferecem pagar até 20 mil dolares (aproximadamente 16 mil euros) para que as suas funcionárias possam congelar os seus óvulos, e deste modo possam adiar o projeto de maternidade por uns anos.

De facto duas das principais razões que levam a que as mulheres tenham filhos mais tarde são precisamente a entrada tardia no mundo laboral e o alcance tardio de estabilidade económica. Ao permitir a congelação dos ovócitos, estas duas empresas querem de alguma forma compensar as suas funcionárias que se dedicam às suas carreiras e permitir que estas não se vejam mais tarde com dificuldades para engravidar. Na altura em que estas mulheres desejarem ter filhos, e em caso de necessidade, ou seja, caso não consigam engravidar espontaneamente, elas poderão utilizar os seus ovócitos que foram congelados quando elas eram mais jovens.

A congelação dos ovócitos não é garantia de gravidez, depende de inúmeros fatores entre eles da qualidade dos ovócitos que foram congelados. Idealmente deve ser feita até aos 35 anos, altura a partir da qual a qualidade dos gâmetas começa a decair.
Para mais informações leiam aqui.

Achei que este ato já demonstra alguma preocupação e sensibilidade por parte das empresas para as dificuldades que as mulheres de hoje em dia sentem quando pretendem constituir família.

O lado positivo desta ação é o de apoiar as futuras famílias e permitir às colaboradoras preservar a sua fertilidade por mais uns anos. No entanto, esta ação também pode ter um lado perverso caso estas empresas não apoiem da mesma forma as mulheres que queiram ter filhos em idades mais jovens. Neste caso, outros benefícios poderiam ter sido concedidos a estas colaboradoras como seria a flexibilidade de horários.

p.s - Sabiam que o criador do Facebook Mark Zuckerberg, doou 25 milhões de euros à CDC Foundation para a luta contra o ébola? Este mundo está realmente a mudar...