quinta-feira, 20 de março de 2014

Prevenção de incêndios em casa, é possível?

Esta semana estive presente numa formação sobre sensibilização no combate a incêndios. Confesso que o meu pensamento inicial não foi de entusiasmo já que esta acção me ocupou durante todo o dia. Contudo, à medida que o formador ia falando achei interessantíssimo pois o que estava a aprender, não só podia ser aplicado na minha actividade laboral mas também era muito útil para aplicar em casa e proteger os meus. 

Apesar desta formação ser de carácter obrigatório, nem todos os cidadãos têm consciência de como proceder em situações de incêndio. Isto porque um incêndio numa fase muito inicial pode ser controlado por nós, e porque nem sempre os bombeiros podem chegar a tempo de evitar a propagação do fogo.

Deixo-vos aqui algumas noções básicas e muito úteis que aprendi! Leiam-nas! Podem salvar vidas! Podem salvar a vossa vida!

Muito resumidamente, para haver fogo, é necessário a presença em simultâneo dos seguintes elementos:

- Combustível (madeira, gasolina, álcool, benzeno, papel, etc)

- Comburente (oxigénio da atmosfera);

- Energia de activação ((fósforos, pontas de cigarros, instalações geradoras de calor, electricidade estática, descarga eléctrica da atmosfera; atrito, reacção química, etc).

Portanto, se quisermos prevenir um incêndio basta evitar que estes três elementos estejam em contacto e se quisermos extinguir um incêndio temos que limitar a concentração de cada um deles.


MÉTODOS DE EXTINÇÃO DE INCÊNDIOS:

Limitação do comburente

O comburente por excelência é o oxigénio. Este método consiste em reduzir a concentração de oxigénio ou no seu isolamento. Por exemplo. Se tivermos uma frigideira com óleo a arder, um dos métodos para apagar o fogo é colocar uma tampa em cima da frigideira e assim reduzir a concentração de oxigénio. A partir do momento em que todo o oxigénio for consumido o fogo pára pois deixa de ter comburente. Atenção, que após a colocação da tampa, devemos esperar uns minutos antes de a levantar! Ela pode estar quente e podemos queimar-nos! Além disso o fumo gerado é tóxico!

- Arrefecimento ou redução da temperatura

Neste caso, o objectivo é eliminar o calor do fogo de modo que a temperatura do combustível seja inferior à da combustão. A água como tem uma grande capacidade para absorver energia é utilizada para estes fins.
 
- Redução ou isolamento do combustível

Se tivermos um fogo na cozinha que foi provocado pela presença de gás canalizado. O primeiro que devemos fazer é fechar a torneira do gás. Deste modo estamos a limitar o combustível.

- Químico

Consiste em impedir a formação de radicais livres. Neste tipo de incêndios utiliza-se o pó químico.

CLASSES DE FOGOS

É importante sabermos as classes de fogos para sabermos que tipo de extintores utilizarmos.
No quadro foi feito um pequeno resumo.

                                                                                  (fonte: NP EN 2 - 1993 )

Na tabela falta acrescentar os fogos classe F que são aqueles que dizem respeito aos fogos que envolvem produtos para cozinhar em aparelhos de cozinha. Os mais comuns envolvem óleos e gorduras vegetais e animais.

Nas nossas casas, os tipos de fogos mais comuns são os fogos de classe A que ocorrem da combustão de materiais sólidos e os fogos de classe F que ocorrem na cozinha com os óleos de fritar.

O tipo de extintor mais recomendado para ter em casa é o extintor de água ativada ABF. Este extintor também pode ser utilizado em incêndios no quadro elétrico pois a tensão que utilizamos em casa não é muito elevada.  A grande vantagem destes extintores relativamente ao extintor de pó químico ABC que foi inicialmente implementado nos edifícios, é que a água ativada é muito mais limpa e não produz fumos nem é tóxica para o ser humano. A utilização do pó químico deve ser feita maioritariamente em locais abertos uma vez que este pó é corrosivo e dificulta a visibilidade em caso de fuga.


DICAS RÁPIDAS:

Incêndios que envolvam gás canalizado - acção imediata é fechar a torneira do gás.

Incêndios na frigideira do óleo - tapar a frigideira com uma tampa de uma panela, ou utilizar uma manta própria para fogos. Mas NUNCA utilizar àgua da torneira!!!! A água canalizada vai criar uma explosão o que vai aumentar o incêndio.

Incêndios no quadro elétrico - utilizar o extintor de água ativada.

Se virem que não conseguem eliminar o fogo. Fechem a porta da habitação onde ele está. Chamem o 112 e saiam de casa. Avisem todos os vizinhos que possam estar no edifício para que este seja evacuado!

Lembrem-se: é importante estarem preparados pois nem sempre os bombeiros têm tempo de chegar ao local no tempo adequado! 


Bibliografia consultada:
- António Matos Guerra (2012) Manual de brigadas de incêndio,  3ª edição, Escola nacional de bombeiros, Sintra.