segunda-feira, 10 de março de 2014

A viagem dos espermatozóides até ao ovócito

Sabiam que um espermatozóide para chegar a um ovócito tem que percorrer uma distância equivalente à distância que um homem teria que fazer entre Lisboa e Nova York?! Nada mais que 5.000 Km!!!

Após uma relação sexual desprotegida, os espermatozóides entram na vagina a uma velocidade de aproximadamente 16 Km/h. Até chegarem ao ovócito vão ter que atravessar o colo do útero, o útero, e as trompas de Falópio, uma distância aproximada de 20 cm.

Durante esse percurso muitos obstáculos vão ter que ultrapassar:
  • o ambiente ácido do útero que pode chegar a destrui-los;
  • as vilosidades do útero que podem empurrar os espermatozóides para trás;
  • os glóbulos brancos da mulher, células responsáveis por destruir corpos estranhos no organismo (exemplo: bactérias, vírus, etc.) e que podem atacar os espermatozóides;
  • o facto de entrarem na trompa de Falópio “errada” (isto é, aquela onde não ocorreu a ovulação).

Mas nem tudo são adversidades! O líquido seminal (composto por secreções da vesícula seminal, próstata e glândula bulbouretral, e que juntamente com os espermatozóides formam o sémen) além de ter um efeito protector dos espermatozóides pelas suas características básicas, neutralizando assim as condições acídicas do útero é composto por nutrientes que dão energia aos espermatozóides. Por outro lado, durante a ovulação, a mulher produz um muco que facilita a mobilidade dos espermatozóides, e além disso, durante esta fase, o colo do útero está mais aberto permitindo assim a passagem de um maior número de espermatozóides.

Os espermatozóides mais rápidos podem alcançar o ovócito em 45 minutos enquanto que os mais lentos podem demorar cerca de 12 h. O que é certo, é que os espermatozóides sobrevivem até 72 h no útero. Enquanto que um ovócito só aguenta 24 horas. A fecundação é pois um processo que para ocorrer tem que estar muito bem sincronizado… é um milagre da vida!

Deixo-vos o link de um video que gostei muito sobre esta viagem. Espero que gostem!