terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Portugal: um país de filhos únicos.

Achei interessante um artigo publicado no Jornal Público. Mais uma vez alertam-nos para a diminuição da natalidade em Portugal (facto que já não é novidade). Ao que parece, no ano de 2013, Portugal voltou a registar uma diminuição record da taxa de recém nascidos e também um aumento crescente de famílias com um único filho. De facto cada vez se veem menos crianças e as expectativas em torno destes filhos que se veem rodeados por mais adultos são elevadas. Neste artigo chamam a atenção para os aspectos relacionados com a educação destas crianças e com a superproteção dada por estas famílias. Como irão ser estas crianças no futuro? 

Vale a pena ler, refletir… e sobretudo agir!


 Boas leituras!